Especialistas analisam como Popó e Bambam aproveitam tendência norte-americana para faturar milhões com duelo de boxe

Especialistas analisam como Popó e Bambam aproveitam tendência norte-americana para faturar milhões com duelo de boxe
O Fight Music Show (FMS), evento de boxe que reúne esporte, música e entretenimento. (Imagem: Divulgação/FMS)

Quarta edição do Fight Music Show acontece neste sábado, com transmissão da TV Globo, com o tetracampeão mundial da modalidade e o primeiro vencedor do BBB

Via assessoria de imprensa

O Fight Music Show (FMS), evento de boxe que reúne esporte, música e entretenimento, vai sacudir a noite deste sábado (24), a partir das 20h30 (de Brasília), com transmissão do Canal Combate e da TV Globo.

A luta principal coloca frente a frente o tetracampeão mundial de boxe, Acelino Popó Freitas, e Kleber Bambam, vencedor do primeiro BBB, maior reality show do país. Os dois duelarão em São Paulo, na arena Vibra São Paulo, Zona Sul da cidade.

Após vencer o comediante Whindersson Nunes na primeira edição do FMS, que foi um sucesso, rendendo R$ 25 milhões, Popó começou a receber desafios do fisiculturista e agora a luta finalmente sairá do papel, apesar da diferença de tamanhos entre os oponentes.

“Trata-se de duas grandes celebridades do Brasil, cada um com sua audiência, entretenimento puro. As marcas sempre estão em busca de projetos diferentes, assuntos diferentes que fogem do normal. O grande desafio mesmo ao patrocinar eventos assim é extrair o máximo de conexão com todos que assistem ou estejam presentes, vejo como uma ativação totalmente descontraída e leve. A cereja do bolo em um evento desses é trazer uma mensagem positiva, com um assunto maior do que a própria luta, e isto qualquer marca apoia e quer”, analisa Renê Salviano, CEO da Heatmap e especialista em marketing esportivo, fazendo a captação de contratos entre marcas e envolvendo profissionais do esporte.

Popó, 48 anos, tem 1,68m de altura e pesou nesta sexta-feira 83,9kg. Bambam, 46 anos, tem 1,85m e pesou 90kg. A expectativa é de que o ator suba no ringue com mais de 100kg, após fazer o processo de recuperação.

A diferença de tamanho entre os dois é secundário, o que importa é o show para os fãs. E essa onda começou com Jake Paul, nos Estados Unidos. O influenciador e ex-ator da Disney conta com mais de 50 milhões de seguidores em suas redes sociais e despontou para o boxe em um evento semelhante ao FMS.

Com muita música e diversos artistas dentro e fora do ringue, Mike Tyson encarou Roy Jones Jr. em Los Angeles, em novembro de 2020, mas quem roubou a cena foi Jake nas preliminares. Ele nocauteou o ex-jogador de basquete do New York Knicks, Nate Robinson, no segundo round.

Paul, então, passou a faturar milhões a cada vez que subia no ringue, e acabou derrubando alguns nomes importantes do MMA, como os ex-campeões do UFC, Tyron Woodley e Anderson Silva. Seu irmão, Logan, também se aproveitou da fama e dos milhões de seguidores para desafiar – e não fazer feio – um dos maiores da história, Floyd Mayweather.

“O Fight Music Show, com Popó vs Bambam, é um evento de entretenimento, e por acaso uma luta de boxe também. Trata-se do mesmo modelo que tem sido feito nos EUA, ou seja, grande promoção do evento, com os organizadores menos preocupados com o conteúdo esportivo e mais focados com a repercussão nas redes sociais, veículos de comunicação e o de proporcionar uma experiência diferente ao público in loco”, diz Fábio Wolff, sócio-diretor da Wolff Sports e especialista em marketing esportivo.

Além de Popó e Bambam, o card deste sábado conta com outras figuras conhecidas do público brasileiro, como Nego do Borel, MC Gui, Thomaz Costa, Emilene Juarez e Fernanda Lacerda. Além das lutas de boxe, o evento também promoverá três combates de MMA.

A expectativa é superar os R$ 25 milhões da primeira edição, arrecadados com parceiros, patrocínios e bilheteria em Balneário Camboriú. Bambam revelou que seu cachê vai ultrapassar em duas ou três vezes o seu prêmio do primeiro BBB, que tinha o valor de R$ 500 mil.

No FMS1, Popó venceu o comediante Whindersson Nunes. Na edição seguinte, nocauteou o ex-lutador Pelé Landy. Na terceira versão do FMS, outro nocaute, desta vez no influenciador Jr. Dublê.

Apesar da diferença de tamanho entre os dois oponentes, Popó tem enorme favoritismo nas plataformas de apostas esportivas. De acordo com algumas das principais do Brasil, como Esportes da Sorte, Onabet, Reals, Galera.bet, Casa de Apostas, Odds&Scouts e Bet7k, a vitória do fisiculturista e influenciador paga cinco vezes mais que o triunfo do ex-campeão mundial.

Segundo a astróloga Eunice Ferrari, o tetracampeão deverá ter mais uma noite de sucesso, mas a jornada, ao contrário do que pensam os fãs e indicam as casas de apostas, não deverá ser fácil. O vencedor do BBB deve dificultar a disputa.

“Kleber Bambam é um aquariano com Mercúrio em Aquário e, como bom aquariano, é aberto à aventuras e novas experiências. Tem a Lua em Touro, o que mostra que não falta determinação para alcançar seus objetivos. Porém, mesmo que o Sol na área da carreira presenteie Bambam com a fama, Popó, além do Sol, tem Plutão nessa área, o que mostra que ele não desiste até que consiga o que quer. E ele quer, além do sucesso, o poder. Portanto, acredito que ninguém consiga tirar de Popó a vitória. O destino do nosso lutador está escrito nas estrelas”, projeta Ferrari.

O embate entre os dois por muito pouco não é cancelado. Bambam revelou que teve algumas lesões nos treinos e rompeu o tríceps duas vezes por “bater muito forte”, segundo ele. Após diversos tipos de tratamentos, incluindo com células-tronco, diz estar pronto para chocar o mundo.

A Dra. Flávia Magalhães, especialista em gestão de saúde e performance de atletas, pós-graduada em Fisioterapia Traumato-ortopédica, Fisiologia do Exercício e Ciências do Futebol, analisa o problema vivido pelo desafiante e se ele terá empecilhos no encontro.

“O Bambam revela que sofreu uma lesão miotendínea extensa em tríceps. Isso significa que a lesão foi entre o tendão e o músculo do braço. Esse tipo de lesão leva à limitação funcional, ou seja, você perde a capacidade de contrair o músculo. Desde o início da lesão é necessário realizar tratamentos que são divididos em fases: a fase inicial, chamada de PRICE (Proteção, Repouso, Gelo ou Ice, Compressão e Elevação), para reduzir o edema e hematoma local. Depois seguimos para a fase de reparo e início da remodelação, momento em que se fagocita os tecidos lesados e inicia a ancoragem para a formação do novo tecido fibroso, que será finalizado na terceira fase de remodelamento. Este é o período de maturação das miofibrilas regeneradas, de contração e de reorganização do tecido cicatricial e, assim, a recuperação da capacidade funcional do músculo. É importante frisar que, embora lesionado, é possível manter atividades nos outros segmentos corporais, garantindo a performance do atleta, especialmente o condicionamento cardiorrespiratório”, informa a Dra. Magalhães.

A luta entre Popó e Bambam é a quarta edição do FMS. O canal Combate, na TV fechada, transmitirá o card todo, enquanto a TV Globo mostra somente a luta principal. No Youtube, os fãs poderão acompanhar de graça as duas primeiras atrações do evento.

Confira o card completo:

  • Acelino Popó Freitas x Kleber Bambam;
  • Nego do Borel x MC Gui;
  • Emilene Juarez x Fernanda Lacerda;
  • Thomaz Costa x Luiz Otávio Mesquita;
  • Pobre Loco e Sheviii2k x Rey Physique e Natural pra Cavalo;
  • Fábio Maldonado x Leo Leleco.

MMA

  • Lucas Bomba x Martin Farley;
  • Wellington Souza x Hugo Paiva;
  • Pedro Oliveira x Max Alves.

Releases

Matérias enviadas por assessorias de imprensa. Envie seu release para o e-mail: peleiammacontato@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *