Eventos do RS retornam a partir deste mês

Eventos do RS retornam a partir deste mês
(Imagem: Divulgação)

Uma situação atípica, talvez este seja o adjetivo que pode descrever com o Rio Grande do Sul e os problemas climáticos que atingiram o nosso Estado do Rio Grande do Sul, que apesar das mudanças climáticas não serem uma novidade dos especialistas e da população que de alguma forma já ouviu falar do aquecimento global por exemplo, e como a situação atingiu a maior parte dos gaúchos os esportes de combates também foram afetados.

Muitas academias e atletas tiveram sua atividades ou preparação afetada, eventos cancelados, lutadores em reta final de preparação e professores sem condições de ministrarem suas aulas e muitos ficaram sem sua fonte de renda primaria, mas apesar das diversidades vimos no pior momento do Estado desde 1941 como a solidariedade foi um sentimento espalha no Estado por cidadãos e também atletas, por gaúchos com vontade de ajudar o próximo e seus conterrâneos.

Assim como voluntários de todo o Estado e do nosso Brasil, atletas gaúchos ajudaram de alguma maneira com a situação do sul, vimos atletas olímpicos como Mayara Aguiar talvez o maior expoente gaúcho do judô na atualidade, Atletas da seleção brasileira de Remo que abriram mão de participar da seletiva olímpica para ajudar nos resgates e aqui citamos Alef Fontoura, Evaldo Becker e Daniel Lima que se dedicaram aos resgates.

E os atletas dos esportes de combate que seja por segurança em abrigo, coleta de doações ou conscientização da população tentaram trazer luz as tragédias, como por exemplo o campeão mundial de jiu-jitsu Nato Werlang entre tantos outros, mas o pior já passou e chegou a hora do recomeço no Estado em todos os setores sejam sociais e econômicos, e os esportes de combate não se difere de outras atividades.

Houve alguns cancelamentos como a primeira edição do Soldiers Arena evento de MMA produzido pelo ex-lutador e um dos principais nomes no Estado Thiago Minu, e o K-1 Heroes Championship do promotor Diego Castilho também teve que ser cancelado, fora a preparação de muitos atletas que foram interrompidas.

Mas chegou o momento do retorno das atividades, alguns eventos já estão se preparando pra dar continuidade aos esportes de combate no RS, no dia 26 de maio o primeiro evento pôs tragédia já aconteceu uma edição do Futhar MMA em Rio Grande, já temos marcados os seguintes eventos:

JVT Fight Night 5 – 22 de julho em Caxias do Sul

Open Sul de Boxe Amador – dia 27 de julho em Canoas

Circuito Gaúcho de kickboxing bushido – dia 28 de julho em Canoas

Brasil Open kickboxing – dia 30 de julho em Igrejinha

Mercosul FC – 11 de Agosto(sujeito a alteração) em Porto Alegre

Entre outras coisas positivas que podemos citar como a assinatura de contrato do Igor “Jacaré” Cavalcanti que lutará no contender series, Denise Gomes luta contra Eduarda Moura no dia 08/06 no UFC Lousville, Vinicius “Lokdog” Oliveira luta no UFC 303 no dia 26/06.

Com o retorno dos esportes de combate a rotina volta a vida dos profissionais, agora apesar da dificuldades que muitos cidadãos e professores de artes marciais passaram tentam retomar a normalidade e o principal o retorno só é possível com o amante do esportes sendo comprando ingressos e acompanhando os eventos e fazendo mercado girar.

Teófilo Motta

Fã de MMA que gosta de dar uns pitacos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *