Pugilista da região de Campinas disputa o cinturão continental da UBO

Pugilista da região de Campinas disputa o cinturão continental da UBO
Mateus Munhoz enfrenta Luis Marin. (Créditos: Arthur Lot)

Mateus Munhoz, promessa do boxe profissional brasileiro na categoria peso-pesado, enfrenta Luis Marin, número dois do ranking da Venezuela

Via assessoria de imprensa

Promessa do boxe profissional brasileiro, o peso-pesado Mateus Munhoz faz sua terceira luta internacional e disputa pela primeira vez o cinturão continental da UBO (Universal Boxing Organization). Atleta da equipe Arte da Luta, de Mogi Mirim (SP), o pugilista enfrenta o número dois do boxe venezuelano, Luis Marin. No evento promovido por Arnold Sports – Festival South America e marcado para 6 de abril, às 17h, no Expo Center Norte, em São Paulo, Munhoz desponta como favorito ao título. Talento surgido no projeto social da Igreja do Nazareno de Sousas, o atleta contribui com sua atuação técnica para a expansão do boxe profissional no Brasil, esporte que não apenas cativa uma legião de novos fãs, como amplia a lista de pugilistas de alto desempenho.

O cinturão continental da UBO, na visão de Márcio Ribeiro, treinador na Arte da Luta e instrutor de Mateus Munhoz, tem peso significativo na carreira do atleta. “Ainda mais por ser disputado com um adversário que é o segundo no ranking do boxe da Venezuela”, afirma. O técnico destaca também a grandeza do evento. “Esta luta tem um alcance gigantesco. A vitória será muito importante para nós, no que diz respeito à progressão da visibilidade do Munhoz no esporte.”

A vitória recente de Luis Martin na Alemanha, segundo Mateus Munhoz, serve como um estímulo para intensificar o treinamento. “Até o dia da luta, em São Paulo, sigo me dedicando ainda mais, com o propósito firme de conquistar o título internacional”, afirma o atleta. “Estamos muito bem preparados para este confronto. Nosso progresso é constante e diário e posso afirmar que o Munhoz se encontra hoje em sua melhor forma física e técnica”, completa Ribeiro.

A luta pelo Título UBO Continental de peso-pesado representa um avanço na consolidação do boxe nacional e amplia o número de eventos realizados no País. Em São Paulo, Estado que desponta como maior promotor de lutas, foram realizados 104 do total nacional de 167 eventos fiscalizados pelo Conselho Nacional de Boxe (CNB) entre 2017 e 2023.

“Desta vez, a disputa pelo cinturão da UBO tem potencial para consagrar um brasileiro da região de Campinas no título sul-americano. Também é importante para expandir a visibilidade e os investimentos no boxe nacional”, finaliza o treinador Márcio Ribeiro.

Releases

Matérias enviadas por assessorias de imprensa. Envie seu release para o e-mail: peleiammacontato@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *